quinta-feira, fevereiro 23, 2006

Maria


Talvez
Que Maria se espante
De ser tão louvada
Mas não
Quem por ela se prende
De a ver tão prendada

Prouvera
A Maria sem medo
Crer no que lhe digo
Maria
Nascida no trevo
Beiral do mendigo
Maria
Nascida no trevo
Beiral do mendigo

Maria
De todas primeira
De todas menina
Maria
Soubera a cigana
Ler a tua sina

Não sei
Se deveras se engana
Quem demais se afina
Maria
Sol da madrugada
Flor de tangerina

Maria
Sol de madrugada
Flor de tangerina

(José Afonso)

5 comentários:

Anónimo disse...

Não sei a música.Não conheço.MARIA

Anónimo disse...

Mas, gostava de ser o sol da madrugada de alguem e a flor de tangerina de outro e outro e outro conclusão de todos os alguéns.Gostava de salvar o mundo,mas,não tenho capacidade para tão grande feito.Os seres humanos são muito senhores do seus narizes,teimosos, e cabeças duras.Sabes que mais se não tivesse ainda a metade dos agrafes ou seja 14, ia brincar ao carnaval,adoro gente, festas alegria,música,dançar,gritar.MARIA

Anónimo disse...

VIVA O CARNAVAL-Vou vestir-me de fada gorda,com umas bochechas muito vermelhas e uma garrafa de tinto em vez de varinha, e com uns grandes cornos na cabeça, e vou gritando:Deixem passar a fada gorda e cornuda que vai fazer milagres com o tinto.VIVVVVVVVVVVVVVVVA A MARIA

O Bicho disse...

Ó entrudo Ó entrudo
Ó entrudo chocalheiro
Que não deixas assentar
as mocinhas ao solheiro

Anónimo disse...

E este carnaval vai estar mau tempo.

Amanhecer DLXIII

Praia das Maçãs, Sintra C'est en septembre Quand les voiliers sont dévoilés Et que la plage, tremblent sous l'ombre D'un...