quinta-feira, fevereiro 16, 2006

agonia



Ali, depois de acordado,
co rosto banhado em água,
deste sonho imaginado,
vi que todo o bem passado
não é gosto, mas é mágoa.


Luís de Camões, disse, escreveu, mas sentiu? Talvez não!?
Mas eu sei...
É triste, é mais que mágoa, é pior que tudo, acordar para uma realidade que, contra a vontade, contra o sentimento, se recusa ver, perceber, aceitar, confirmar o que de há muito se receia ser verdade - 20 anos passados, na esperança de serem gostosos, foram afinal sofrimento, tormento.

Ó agonia, ó máxima frustação... e agora? Não há nada a fazer, não há volta a dar, não há regresso e frustração não serve para ninguém.
Então, em frente é que é preciso, sem levar rancor, nem nada, nada disso, apenas...
desalento... é tudo o que resta.
Que se lixe, quem mandou ser besta.

1 comentário:

Anónimo disse...

Não estejas triste,porque existe sempre alguém por ai, para nos dar nem que seja uma palavra amiga.
O FRACASSO É A OPURTUNIDADE DE COMEÇAR DE NOVO COM MAIS INTELIGÊNCIA.Beijo da Maria

Amanhecer DLVIII

COVILHÃ Correndo pelo vale do alto Zêzere Já chegámos? O quê! Ainda não? Então vou dormir mais um bocadinho...