quarta-feira, fevereiro 08, 2006

o Inverno



Estou a ficar farto deste Inverno.
Basta já. Tenho frio por dentro.
Angústia é o sentimento da época.

Lá fora, o dia é de sol, céu limpo.
Cá dentro, o temporal aproxima-se,
Nuvens negras cobrem o horizonte,
Sinto necessidade de me aconchegar
Recolher-me na concha bem fechada.
Concha, ostra, ostracismo, é isso!

Aquietar-me ainda mais num casulo
Permanecer numa espécie de torpor
Como a crisálida em metamorfose.

(Tempos Difíceis, de Outro Eu)

7 comentários:

Anónimo disse...

Mata o outro, e fica só com o eu que tu gostas.A crise passa,os calmos e bons tempos estão a chegar, beijinhos da Maria

cristina disse...

O hiverno è muito longe aqui ,Bicho!
Este noite muito vento, frio e chuva.
Penso que em Portugal o hiverno è mais agradavel e a luz bem presente!
Coragem, Bicho!
Lindissima fotografia

sendyourlove disse...

"Depois de algum tempo aprendes a diferença, a subtil diferença, entre dar a măo e acorrentar uma alma. E aprendes que amar năo significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começas e aprender que beijos năo săo contratos, e presentes năo săo promessas. (…) E năo importa o quăo boa seja uma pessoa, ela vai magoar-te de vez em quando e precisas perdoa-la por isso. Aprendes que falar pode aliviar dores emocionais. Descobres que se leva anos para se construir confiança e apenas segundos para destrui-la, e que podes fazer coisas num instante, das quais te arrependerás pelo resto da vida. Aprendes que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa năo é o que tu tens na vida, mas quem tens na vida (…) Descobres que as pessoas com quem mais te importas na vida, săo tiradas de ti muito depressa; por isso, sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vemos (…) Aprendes que pacięncia requer muita prática (…) Aprendes que quando estás com raiva tens o direito de estar com raiva, mais isso năo dá o direito de seres cruel. Aprendes que nem sempre é suficiente seres perdoado por alguém. Algumas vezes, tens que aprender a perdoar-te a ti mesmo. Aprendes que com a mesma severidade com que julgas, tu será em algum momento condenado. Aprendes que năo importa em quantos pedaços teu coraçăo foi partido, o mundo năo pára para que o consertes. E, finalmente, aprendes que o tempo, năo é algo que possa voltar para trás. Portanto planta teu jardim e decora a tua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E percebe que realmente podes suportar… Que realmente és forte, E QUE PODES IR MUITO MAIS LONGE DEPOIS DE PENSAR QUE NĂO SE PODE MAIS. E QUE REALMENTE A VIDA TEM VALOR, E QUE TU TENS VALOR DIANTE DA VIDA! (…) E SÓ NOS FAZ PERDER O BEM QUE PODERIAMOS CONQUISTAR, O MEDO DE TENTAR!"
Palavras sábias de Shakespeare

O Bicho disse...

Obrigado à Beta.
Pelas sábias palavras e por recordar um pensador e comunicador extraordinário - Shekespeare.

O Bicho disse...

Bien sur, Cristina, au Portugal, o Inverno é bem moderado, temperado pelo mar e pela Corrente quente do Golfo.

Quim disse...

É isso mesmo Beta.
Este Gigi precisa de ser acicatado, para as coisas boas da vida.
Allez les enfants.
Em frente!!!

Anónimo disse...

Querias ficar no casúlo,Pois com esse tamanho ficavas com os pés de fora, e depois tinhas muito frio.
O pessimista vê dificuldades em todas as oportunidades.O optimista vê oportunidades em todas as dificuldades.Tens que vencer és o maior. Maria

Amanhecer DLXIII

Praia das Maçãs, Sintra C'est en septembre Quand les voiliers sont dévoilés Et que la plage, tremblent sous l'ombre D'un...