terça-feira, junho 20, 2006

Dias do avesso


Este desenho do "Bilo", fez-me bem à cabeça, fez-me desanuviar.
De repente lembrei-me que já não pinto uma tela há muitos meses.
Pois está na hora, é hoje, se tiver tempo, isto é, se me deixarem tempo livre para isso?

Isto vem a propósito do que há pouco, ouvi na Antena1 em "Os Dias do Avesso" - a rubrica diária, de 5 minutos de conversa fiada entre Isabel Stilweel (Jornalista) e António Alçada (Psicólogo), que hoje terminava assim:

A consciência do tempo
As pessoas têm normalmente a ideia que o futuro é uma coisa tão longínqua que imaginam que tudo será perfeitamente realizável, isto é, terão tempo suficiente no futuro para fazer isto e aquilo e aqueloutro, coisas que se deixam mais ou menos em suspenso na vida até... um dia. Mas o futuro certo, das pessoas, é a morte.

E isso não está normalmente presente no nosso pensamento. Se esta noção estivesse mais activa na consciência, decerto que a maioria das pessoas passaria a justificar muito mais aquela conhecida expressão, "não guardes para amanhã, o que podes fazer hoje".

2 comentários:

Quim disse...

Sonho com o passado, onde fui muito feliz, mas... o meu interesse está no futuro, pois é lá que vou passar o resto da minha vida.

sendyourlove disse...

Hoje é o primeiro dia do resto da tua vida...vive-o como se fosse o ultimo.

Amanhecer DLVIII

COVILHÃ Correndo pelo vale do alto Zêzere Já chegámos? O quê! Ainda não? Então vou dormir mais um bocadinho...