segunda-feira, abril 03, 2006

a Cabana


(mansarda nas Azenhas do Mar)

Naquele tempo tu vinhas de noite
à procura de amor
e eu fumando um cigarro
esperava por ti
na cabana junto à praia
entre as dunas e os canaviais.

Quando chegavas
abrias a porta sem me avisar
e p'la noite fora
ficavas abraçada a mim
na cabana junto à praia
entre as dunas e os canaviais.

Hoje dava dez anos de vida
para te ver voltar
à cabana junto à praia
entre as dunas e os canaviais
onde só o vento,
o mar e as gaivotas,
falam desse amor.

(José Cid)

1 comentário:

cristina disse...

Tu es courageux,je n'ai jamais osé rentrer seule dans cet endroit!!!
Bonnes vacances.

Amanhecer DLVIII

COVILHÃ Correndo pelo vale do alto Zêzere Já chegámos? O quê! Ainda não? Então vou dormir mais um bocadinho...