terça-feira, outubro 10, 2006

o Tejo



Tejo rio da Espanha e Portugal
Tejo de Toledo e Lisboa capital.

Rio Tejo de belas histórias
Escritas com lutas e glórias.

Daqui saíram as caravelas em busca de vitórias;
Aqui regressaram as naus carregadas de memórias.

Na margem do rio vejo
Uma Lisboa do passado.
A cidade namora com o Tejo
Companheiro bem e mal amado.

O Tejo não é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia.
Mas porque a minha aldeia é Lisboa,
O Tejo é o mais belo rio que corre pela minha aldeia.

(rimas desnorteadas e
baralhação de um resto de poema de Alberto Caeiro)

Sem comentários:

Amanhecer DLXIII

Praia das Maçãs, Sintra C'est en septembre Quand les voiliers sont dévoilés Et que la plage, tremblent sous l'ombre D'un...