segunda-feira, maio 29, 2006

apesar de tudo (II)


que mais se pode dizer, acerca de um lugar assim?
eu diria, se não fosse um pelintra da palavra escrita mas sim um poeta como Byron, apaixonado por Sintra;
quando eu era estudante, li algures que este Lorde disse não haver uma palavra para rimar com Sintra;
como eu sou um bocado precipitado, pensei cá para mim,
"não percebo, por acaso até há uma, apesar de não ser muito conveniente para fazer poesia - PELINTRA - como é que nunca ninguém descobriu?"
Pois é, mas... há sempre um mas nas conclusões precipitadas, Byron escrevia poemas em Inglês e na língua de Shakespeare não há lugar para pelintra.
Portanto, esqueçam. Também não interessa, porque o Lorde fazia poemas sobre Sintra e não sobre as Azenhas do Mar - nem sei se lá esteve alguma vez;
é curioso, só agora pensei nisto, ainda não encontrei poemas de autores portugueses sobre as Azenhas do Mar.

6 comentários:

cristina disse...

Conhece noa poète qui escreve sobre Azenhas!
Lindos fotografias e saudade...saudade!!!
8 graus hoje na Belgica, horrivel!

O Bicho disse...

Bom dia, Cristina.
Hoje a temperatura, baixou um bocadinho por aqui: estão SÓ MAIS 20 graus do que na Belgica.

Anónimo disse...

E porque não podes ser tu o tal poeta e escrever sobre as Azenhas do mar que tu conheces tão bem.Beijinhos da Maria que anda a atravessar uma crise de pouca memórea.Vou dormir que não me aguento.

Anónimo disse...

Estava frio nas Azenhas
mesmo assim pus-me a cantar
Muito perto, comprei lenha
E quentinho vi o Mar.

:) eheheheh . jota_cê

Anónimo disse...

Hey what a great site keep up the work its excellent.
»

Anónimo disse...

Nice! Where you get this guestbook? I want the same script.. Awesome content. thankyou.
»

Amanhecer DLXIII

Praia das Maçãs, Sintra C'est en septembre Quand les voiliers sont dévoilés Et que la plage, tremblent sous l'ombre D'un...