sábado, maio 29, 2010

Amanhecer CCXXII


Coisa bonita de se ver,
os ninhos de Cegonha Branca, que hoje são abundantes em muitos lugares, de ambos os lados da fronteira Leste, entre Portugal e Espanha.
Nesta época eles estão recheados de casais com jovens descedentes, aspirantes a planadores, como estes que aqui no topo de uma chaminé fora de uso, aguardam ansiosamente o pequeno-almoço que o pai (ou a mãe) Cegonha há-de trazer no bico.

Sem comentários:

Amanhecer DCV

Caminnha (Portugal) Sente-se aqui, na minha janela, o cheiro da maresia que sobe desde a foz do Rio Minho. No fundo da imagem, o incon...