sábado, maio 29, 2010

Amanhecer CCXXII


Coisa bonita de se ver,
os ninhos de Cegonha Branca, que hoje são abundantes em muitos lugares, de ambos os lados da fronteira Leste, entre Portugal e Espanha.
Nesta época eles estão recheados de casais com jovens descedentes, aspirantes a planadores, como estes que aqui no topo de uma chaminé fora de uso, aguardam ansiosamente o pequeno-almoço que o pai (ou a mãe) Cegonha há-de trazer no bico.

Sem comentários:

A Fonte 672

Figueira de Castelo Rodrigo Na beira do caminho, junto ao Convento de Aguiar, base da encosta onde se encontra o que resta das muralhas ...