sábado, junho 12, 2010

Amanhecer CCXXIV



Só!
Cada dia mais só.
Ao despertar, por vezes, receio olhar o espelho e não me encontrar.
Um dia destes, acordo e fico sem saber se estou cá, ou se já não existo... serei apenas um pensamento, uma ideia (mal concebida) que tão depressa se começou a materializar, logo, logo desvaneceu.

Sem comentários:

De pedra e cal

Alandroal O meu caminho passa novamente pela vila dos "aloendros", os quais, apesar de já ser primavera, ainda não estão flori...