terça-feira, novembro 06, 2007

outro mundo


Ao deixar a terra onde nasci,
levo na alma um desasossego.
Vou buscar bem longe daqui,
noutro mundo, um emprego.

(poemameu)

Sem comentários:

Amanhecer DLVIII

COVILHÃ Correndo pelo vale do alto Zêzere Já chegámos? O quê! Ainda não? Então vou dormir mais um bocadinho...