segunda-feira, novembro 05, 2007

a Fonte 156



Ó que porcaria de fonte esta!
Dizia ele com sentida mágoa:
Porcausa da largura da testa,
Não consigo beber aqui água.

(Rossio, Lisboa)

Sem comentários:

Amanhecer DCVIII

Foz do Égua (Piodão, Arganil) Vista para uma espécie de santuário, propriedade privada, construído numa elevação sobranceira ao lugar d...