domingo, novembro 11, 2007

as Penas



As aves que cruzam os céus,
têm penas em vez de pêlo.
Olha como voam tão levezinhas.

Ajuda-me a levantar os véus,
para me livrar do pesadelo.
Solta da alma as penas minhas.

(poemeus e poeminhas)

Sem comentários:

Amanhecer DCVIII

Foz do Égua (Piodão, Arganil) Vista para uma espécie de santuário, propriedade privada, construído numa elevação sobranceira ao lugar d...