terça-feira, setembro 26, 2006

Discorrendo (2)



O tempo expande-se e retrai-se, toda a gente sabe, quando é preciso mais ou menos espaço para existir. Tudo se passa de acordo com as ondas de energia emanadas pela actividade intelectual esforçada na aquisição de conceitos básicos e universais imprescindíveis à vida.

A vida corre, escorre por entre as Estações do Ano, escorre por entre os nossos receios, anseios, temores, sonhos, ilusões, impressões... tudo enfim, sentimentos, nem mais, apenas isso.
Afinal, só existe aquilo que conseguimos sentir.

E o pressentimento? O que é? Pode ser, sentir antes de existir! Acho que sim, é isso.

1 comentário:

(L)oca disse...

Pressentimento...aquilo que já sabemos mas não lembramos, ou tentamos esquecer.

Amanhecer DLVIII

COVILHÃ Correndo pelo vale do alto Zêzere Já chegámos? O quê! Ainda não? Então vou dormir mais um bocadinho...