domingo, maio 21, 2017

O Santo Incomum


Igreja Nossa Senhora da Lapa
(ARCOS DE VALDEVEZ)

O templo setecentista, exemplo de arquitectura religiosa no estilo barroco, tem uma incomum planta oval e na decoração do espaço octogonal interior, todo coberto por uma cúpula, predomina o estilo rococó. O projecto é atribuído ao arquitecto bracarense, André Soares.

Num altar desta igreja, encontrei esta imagem peculiar, uma representação fora do comum de São Bentinho, o santo padroeiro de Arcos de Valdevez, que é alvo de muita devoção durante uma curiosa romaria que se realiza noite dentro até ao lugar de Ermêlo.

São Bentinho do Ermêlo,
Eu, p’ro ano hei-de vir,
Ou casado ou solteiro,
Ou criado de servir:

São Bentinho do Ermêlo,
Quem me dera lá chegar...
No meio do seu terreiro,
Cinco voltas hei-de dar...

A caminhada é dura e é de preceito seguir pelos velhos caminhos tal como faziam os pais e os avós. Não vale utilizar as estradas, por isso é preciso ser bom caminheiro.
Há que chegar lá, dar as voltinhas prometidas (três, cinco, sete, etc., sempre número ímpar), à volta da capela e da direita para a esquerda e depor a oferenda no altar do santinho... mas, tudo isto, deve ser cumprido antes do nascer do sol.
No final, o devoto retira o chapéu da cabeça do santinho, persigna-se com ele na mão, beija-o e volta a colocá-lo no seu lugar.

Sem comentários:

Amanhecer DLXIII

Praia das Maçãs, Sintra C'est en septembre Quand les voiliers sont dévoilés Et que la plage, tremblent sous l'ombre D'un...