segunda-feira, maio 08, 2017

O Santo dos Óculos


FREIXO DE ESPADA À CINTA
Visitei a Igreja Matriz, com todo o vagar de que dispunha, antes da hora de celebração da missa. Observei os pormenores da arquitectura, os retábulos quinhentistas, os painéis, os altares, os cadeirais, órgão e tudo o mais.
No entanto, e apesar de saber da sua existência (pelo texto descritivo afixado numa vitrina na entrada do templo), não consegui vislumbrar a figurinha do santo usando óculos escuros que se encontra no retábulo de um dos altares - ou sou que estou a precisar de mudar de óculos, ou o santo tinha saído para tratar de algum assunto importante, nas finanças, ou... sabe-se lá, podia ter ido ao oculista.

Mas ele, São Mateus, o cobrador de impostos, está sempre lá. Eu já o vi numa fotografia.

2 comentários:

maria franco disse...

Um mistério por desvendar.

O Bicho disse...

Hei-de lá voltar...
(vou inserir no final do "post" a imagem do Santo que eu não vi, naquele dia)

Amanhecer DLIII

Rio Tejo (Lisboa) Como foi? Bom!? Sim e não: talvez alguns momentos bons para recordar, outros menos maus que acabam por se desvanec...