quarta-feira, maio 22, 2013

Mais que velho



Nunca me canso de viajar pelo nosso país. Observar, fotografar, sentir.
Desta feita, viajei no tempo ao revisitar Braga.

Pela primeira vez espiolhei (a meu gosto, como raramente me deixam fazer, sem guia turístico) todos os recantos do templo principal e anexos da Basílica primordial (*) da Península Ibérica. Ao que dizem, foi fundada por São Tiago antes mesmo de este rumar a Compostela.

Aqui entendo que a expressão popular «Mais antigo que a Sé de Braga!» faz todo o sentido. Não se encontra em Portugal um templo cristão parecido - este pesadelo, remendos de arquitecturas, é mais antigo do que a própria nacionalidade.
Por falar em Nação, aqui mesmo estão sepultados D. Henrique de Borgonha e D. Teresa de Leão, os pais do Fundador.

(*)
também se diz Primacial - daí advêm o título de Primaz atribuído ao seu Arcebispo.

Sem comentários:

Amanhecer DLVII

ALMEIDA A luminosidade do sol rasante invadindo o corredor de uma das portas indefesas da Fortaleza. Daqui nada, reúne a comitiva no &qu...