segunda-feira, junho 12, 2017

O Santo das Escadinhas


Escadinhas de S. Crisóvão
(Mouraria, LISBOA)

Era noite, muito de noite (5h da madrugada na noite de St. António de Lisboa) quando captei esta imagem. Por isso, mal se vê, adivinha-se apenas, a imagem em relevo do santo cravado na parede ao cimo das escadas.
Mais para cima, no largo, devia aparecer a igreja do mesmo santo. Este templo deve ter sido o único edifício de Lisboa que resistiu quase incólume ao terramoto de 1755, mas agora, hoje encontra-se em muito mau estado de conservação. As riquezas artísticas no seu interior estão a precisar de grandes trabalhos de recuperação.
No recanto do lado esquerdo há um extraordinário mural, dedicado ao Fado e aos "castiços" hábitos e habitantes dos bairros típicos da cidade, pintado em 2012 por diversos artistas.


Numa parte das escadinhas, debaixo do arco, há uma livraria muito pequenina - o mais pequeno alfarrabista que eu conheço.

Sem comentários:

Amanhecer DLXIII

Praia das Maçãs, Sintra C'est en septembre Quand les voiliers sont dévoilés Et que la plage, tremblent sous l'ombre D'un...