sábado, junho 24, 2017

Amanhecer DLIII

Rio Tejo
(Lisboa)

Como foi?
Bom!? Sim e não: talvez alguns momentos bons para recordar, outros menos maus que acabam por se desvanecer, como diz o hino, "entre as brumas da memória" e ainda uns quantos para esquecer, ou melhor, para não lembrar.

1 comentário:

maria franco disse...

Se tivesse de dar um nome a esta fotografia,
diria "desespero", não sei porquê...

Amanhecer DCVIII

Foz do Égua (Piodão, Arganil) Vista para uma espécie de santuário, propriedade privada, construído numa elevação sobranceira ao lugar d...