sábado, fevereiro 18, 2012

Amanhecer CCCVII



Prosseguindo na senda das visitas aos Castelos do Sul,
hoje despertamos para o fim de semana, no Forte de S. Filipe,
o Castelo que domina altaneiro toda a baía do Sado, em Setúbal.

quinta-feira, fevereiro 16, 2012

a fonte 610


PLAMELA
Junto à Estaçãp do Comboio
encontra-se este belo conjunto de arquitectura civil.
Fontanário com duas bicas, três tanques e dois bancos laterais.
Uma obra da "VIAÇÃO MUNICIPAL(*) - 27 DE JUNHO DE 1926"

(*) Só conheço mais uma fonte (também em Palmela) com uma placa referindo esta entidade, cuja existência eu desconhecia, até encontrar na História Administrativa a sua descrição:
«As Comissões de Viação eram órgãos de âmbito distrital. Existia uma em cada distrito e eram constituída por quatro vogais que eram eleitos pela Junta Geral, sendo ainda secretariada pelo secretário do Governo Civil.
Tinham por funções: aprovar os plano das edificações nas cidades e vilas fora de Lisboa e Porto, classificar as estradas municipais, fazer a inspecção superior das obras de viação e projectos de estradas, deveria elaborar um relatório anual das estradas distritais.»

terça-feira, fevereiro 14, 2012

A ver navios com golfinhos


Este momento aconteceu em Setúbal, no dia de S. Valentim;
por isso vem a propósito a quadra de um poeta local - Elmano Sadino.

Vai sempre avante a paixão,
Buscando seu doce fim;
Os amantes são assim:
Todos fogem à razão.

(Bocage)

sábado, fevereiro 11, 2012

Amanhecer CCCVI



Disse-me um amigo:
"Outra vez em Marvão?
Mas que raio de mania,
Isso também já enjoa..."

Isto sou eu que digo:
"Ora bem, porque não?
Muito mais vezes viria,
Se mais perto de Lisboa."

A manhã já vai alta;
o sol brilha no céu azul, ali prós lados da fronteira;
mas as muralhas do castelo ainda estão encobertas pela neblina;
é o resto da névoa da madrugada que vem subindo a escarpa, desde lá de baixo da Portagem, à medida que o sol vai aquecendo as terras do vale do Sever.


Há quem chame "Ninho de Águias" a este local onde se ergue o castelo mais elevado do Alentejo - 850 m.
Também chamaram "Ninho da Águia" ao local da residencia de Hitler, numa montanha da Baviera - 1.850 m.
Há uma diferença de 1.000 metros (em altitude) entre Marvão (Portugal) e Berchtesgaden (Alemanha).

sexta-feira, fevereiro 10, 2012

Reflectindo 2003



Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado...
isso é circunstância.
Solidão é muito mais do que isso.
Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma...

(Fátima Irene, poetisa braileira contemporânea)

quarta-feira, fevereiro 08, 2012

a Fonte 609


Fuente Garcia - a nascente do Tejo

Tejo
- o rio que passa mais vezes por aqui,
por este repositório público de devaneios fotográficos e escritos que é o blog do Fotociclista.

- o rio que passa pela minha terra,
Lisboa, cidade amiga, cidade antiga, que também foi de Camões e de Pessoa.

- o rio que me viu nascer - "inda mal abria os olhos, já era para te ver.."

- o rio que eu fui ver nascer - algures entre Gualajara, Cuenca e Teruel.

- o rio que eu vejo, quase todos os dias, morrer às portas de Lisboa, desaparecer da nossa vista, fundindo-se no imenso oceano.
 
- o rio que, mais cedo ou mais tarde, se a vida neste planeta decorrer naturalmente, há-de ver-me desaparecer deste mundo para não mais voltar.

sábado, fevereiro 04, 2012

Amanhecer CCCV


Vá-se lá saber porquê?
(às vezes lembro-me de cada coisa...)
este enquadramento fotografico que captei
no terraço do Centro Cultural de Belém,
faz-me lembrar "2001 ODISSEIA NO ESPAÇO",
o extraordinário filme de Stanley Kubrick,
que tanto me impressionou, no final dos anos 60 (séc. XX).

Talvez desconhecido (ou esquecido) para os "jovens" que hoje tenham menos de 50 anos,
acho que essse filme foi único,
polémico em relação ao tema,
superior quanto à imagem,
monótono na acção e
com um fundo musical inesquecível - "ASSIM FALOU ZARATRUSTA", de R. Strauss.

sexta-feira, fevereiro 03, 2012

a ver navios 121


VIAGEM

Para mais além
Só o sonho comanda,
É lá que quero ir,
Para mais além,
Só passa,
Em fúria,
A audácia
Que eu quero descobrir.

Para mais além não há navios.
Eu quero um carrossel para partir.

Fátima Marinho
(uma minhota nascida em Cuba, em 1966)

quarta-feira, fevereiro 01, 2012

A Fonte 608



Fotografia de Daniel Casado, um "Alentejano dos Açores",
que se tem dedicado a registar e divulgar em imagens, as coisas interessantes da natureza, costumes, tradições e da cultura da região onde se radicou - Portalegre.

Passei já uma ou duas vezes por este lugar (Reveladas, no Parque Natural da Serra de S. Mamede) mas não conheci a "TI ESPERANÇA" a quem terá sido dedicada esta fonte.
Encontrei, no entanto, numa antologia um poeta português da actualidade (que deve andar pelos 83 anos de idade) João Rui de Sousa, que escreveu um poema dedicado

A TI, ESPERANÇA

..
A ti, que diariamente nos acolhes
e nos trazes riso fresco
e nos dás uvas
e nos fazes cantar
nas horas difíceis.
A ti, que ofereces água
a todos que passam
e mostras um caminho
aos poucos iluminados.
A ti esperança, eu dedico
agora e sempre
este poema.


O Santo Incomum

Igreja Nossa da Lapa (ARCOS DE VALDEVEZ) O templo setecentista, exemplo de arquitectura religiosa no estilo barroco, tem uma incomum p...