sábado, outubro 20, 2012

Amanhecer CCCXXXVIII




Eis que o tempo nos vem aliciar para sair-mos à rua, com uma manhã de sol radioso.
Um dia que promete ser quente no Outono triste que vem ensombrando a esperança de vida neste país de velhos. Cada dia mais velhos, cada dia menos vida, cada dia menos esperança...
Apesar de tudo, nos canteiros plantados no meu pequeno quintal, vou colhendo os frutos do trabalho incessante das forças da natureza e recordo as palavras do meu Avô, velho "saloio" do Livramento.

«Em Outubro sê prudente: guarda pão e guarda semente.»

Sem comentários:

Amanhecer DLVII

ALMEIDA A luminosidade do sol rasante invadindo o corredor de uma das portas indefesas da Fortaleza. Daqui nada, reúne a comitiva no &qu...