domingo, outubro 30, 2011

a Felicidade


No meu local mais ou menos secreto e predilecto de Lisboa - o Jardim do Torel.
Na tarde calma, sentado neste mesmo banco, espraiando distraidamente a vista sobre os telhados da avenida até ao rio.
«E então pensei, neste momento não sinto nada em especial, não estou triste nem alegre, nem me doi nada, não tenho queixas.
Excelente! Isso quer dizer que sou feliz!»
Foi esta a dedução lógica que me ocorreu ao lembrar-me da seguinte verdade enunciada por um pensador dos clássicos. Disse ele,

"A felicidade é como a saúde: se não sentes a falta dela, significa que ela existe."

Isso quer dizer que a gente é verdadeiramente feliz quando não dá por isso..?

1 comentário:

Maria disse...

Bicho
Acho que é isso mesmo.
Geralmente só damos valor a esses momentos felizes, quando já passaram.
Beijo
Maria

Amanhecer DLXIII

Praia das Maçãs, Sintra C'est en septembre Quand les voiliers sont dévoilés Et que la plage, tremblent sous l'ombre D'un...