quinta-feira, julho 20, 2006

da minha janela


era uma vez um poema:

Da minha janela à tua...
Da minha janela p'rá rua...

Não estou muito inspirado.
Sem vontade para poesias,
nem sequer para prosas.

Vou ficar apenas a olhar.
Olhar para o tempo.
Estou aqui só a ver.
Ver passar o tempo.
Espreito por trás das cortinas

à espera de melhores dias,
voltarei aqui de vez em quando
à espera de uma aberta.

4 comentários:

Kelvin disse...

Hello from down under in New Zealand. Just passing thru, so I thought I would say hello to you. The "shutters" look different when they are that size.

nubia griselda disse...

hola.
Tome unas clases de portugues, pero nunca las termine..Y para mi mala suerte solo entiendo un 60 %
Pero te puedo decir que me encanto esta pagina, y las fotos son geniales, todas las fotos de los lugares son increibles, ojala algun dia pueda ir yo por aya y ver lo hermoso que es.

Un gran saludo desde Queretaro Mexico...

Anónimo disse...

Alô México los portugueses son geniales entiendem praticamente todas las linguas.Un grand salu de PORTUGAL.Chau (MARIA)

Anónimo disse...

gigi quero ver quanto recebo de estar aqui a atender o pessoal qualquer dia precisas de uma secretária,por vezes é dificil porque estou muito esquecida de Francês,e do inglês um beijo da Maria

Amanhecer DLXIII

Praia das Maçãs, Sintra C'est en septembre Quand les voiliers sont dévoilés Et que la plage, tremblent sous l'ombre D'un...