terça-feira, junho 14, 2011

A Fonte 580


Mais uma Fonte dos Amores (Ortiga, Mação),
como tantas outras que temos visto por este mundo fora,
dedicadas aos amores infelizes, aos amantes desditosos,
"Pedro e Inês", "Romeu e Julieta" ou ainda "Tristão e Isolda"



…quero-vos eu tal ben
Qual mayor poss’ e o mui namorado
Tristan sey ben que non amou Iseu
quant’ eu vos amo, esto certo sey eu…


(uma cantiga em que o rei-poeta português D. Dinis, compara o seu amor por uma donzela com o de Tristão por Isolda)

sábado, junho 11, 2011

Amanhecer CCLXXI



Não foram poemas nem rosas
Que colheste no meu colo
Foram cardos, foram prosas
Arrancadas do meu solo

(1981 - Talvez o mais conhecido poema de Miguel Esteves Cardoso e certamente a mais conhecida canção interpretada por Manuela Moura Guedes)

sábado, junho 04, 2011

Amanhecer CCLXX



Imagem bonita para uma canção igualmente bonita, mas triste, que não me sai da cabeça desde há alguns dias.

Seasons in the Sun

«Goodbye, my friend, it's hard to die
When all the birds are singing in the sky,
Now that the spring is in the air,
With the flowers everywhere,
I wish that we could both be there!»

(Terry Jacks, 1974 - versão inglesa de "Le Moribond" de Brel)

quinta-feira, junho 02, 2011

a ver navios 114



Quando as palavras não são tão dignas quanto o silêncio,
é melhor estar calado a ouvir, a ver e... esperar.

Amanhecer DLXIII

Praia das Maçãs, Sintra C'est en septembre Quand les voiliers sont dévoilés Et que la plage, tremblent sous l'ombre D'un...