sábado, janeiro 26, 2013

AMANHECER CCCLI



Pronto! Cá estamos nós a despertar,
novamente juntos, após uma viagem de 15 semanas, para a frente (ou para trás, vá-se lá saber?) no tempo.

Um passeio de 274.000.000 de kms (mais coisa menos coisa) através do espaço sideral, onde nos cruzamos com poeiras e gases, resquícios de estrelas e planetas há muito desaparecidos, resíduos de vida passada e prováveis formações de vida futura.

Neste intervalo de tempo, alguns milhões de sóis arrefeceram, congelando tudo o que se alimentava da sua energia, enquanto outros se expandiram, derretendo toda a vida em seu redor.

Entretanto, o nosso pequeno mundo deu  muitas voltas. Umas quantas vidas desapareceram, outras tantas renasceram e muitas mais, incontáveis, começaram a ocupar o seu lugar, contribuindo para a transformação de tudo o que existe - a vida, o tempo, o espaço - ou talvez não?

Amanhecer DLVII

ALMEIDA A luminosidade do sol rasante invadindo o corredor de uma das portas indefesas da Fortaleza. Daqui nada, reúne a comitiva no &qu...