quinta-feira, junho 21, 2012

a fonte 620


Numa rua pouco frequentada do centro histórico de Sintra,
escondida num recanto da parede lateral da Igreja de S. Martinho.

terça-feira, junho 19, 2012

Lei das Massas



O postulado mais popular da Lei (das Massas) de Lavoisier:
«Na natureza, nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.»

domingo, junho 17, 2012

a fonte 617



Quem sobe o vale da Ribeira de Calhandriz, vindo de Alverca em direcção à Arruda dos Vinhos, logo encontra pela esquerda um antigo povoado escorrido pela encosta mais íngreme da região - é o lugar de Calhandiz.

sábado, junho 16, 2012

Amanhecer CCCXXIV

Despertei de um pesadelo branco.

O sol é uma mancha de luz branca em cima de um céu completamente coberto por um véu branco; o ar quentedo vento Levante carregado de poeira de areia fina do deserto; até o mar está branco - a água parece um caldo de cal.
Ao mergulhar nas ondas de água quente, abri os olhos, como é meu costume, e vi...
vi as cores voltarem aos seus lugares habituais na natureza - as algas verdes e castanhas riscando o fundo de areia mesclada de iridescências madrepérola dos fragmentos de pequenas conchas;
vim ao de cima e vi aparecer do nada uma faixa de céu azul anil que pousou sobre o verde escuro das copas dos pinheiros mansos no cimo da falésia que bordeja a praia;
vi as flores amarelo-esverdeadas e rosa-pálido dos chorões que se arrastam pela acentuada inclinação das escarpas de pedra de areia recortada pelos sulcos escuros de antigas correntes de água da chuva;
mergulhei outra vez e vi... aquela inglesa jeitosinha de pele bem rosadinha, típica dos seus primeiros dias de praia do Algarve; e ela tinha um bikini.
E era um bikini pequenino às bolinhas amarelas, tão pequenininho que mal cabia nela...

sexta-feira, junho 15, 2012

A Ver Navios 125



Memória dos antigos marinheiros
que no mar passaram mau bocado
ao partirem armados em aventureiros
deste cantinho à beira mar plantado.

quinta-feira, junho 14, 2012

a fonte 618


Esta pode ser uma das 7 fontes da lenda:

«algures na Serra do Socorro, há sete fontes sagradas do tempo dos mouros, e quem as encontrar e visitar a todas numa noite de São João, irá desencantar uma bela e rica princesa moura que lhe oferecerá os seus tesouros.»

Quando faltam poucos dias para o S. João, aqui deixo a minha ajuda para quem(*) quiser encetar a busca das tais fontes.
Mais ou menos a meio da encosta oriental, encontra-se (bem visível, por sinal) esta bem aventurada fonte, que mata a sede aos romeiros que desde há séculos visitam o santo e histórico lugar onde se ergue, a 395 metros de altitude, a Ermida de Nossa Senhora do Socorro.
Eu mesmo, ainda hoje tenho bem presente a memória da minha primeira participação (já lá vão bem mais de cinquenta anos) nas grandes festividades que aqui acontecem no princípio de Agosto.

(*) neste tempo de grandes dificuldades financeiras, bem gostaria que uma lenda assim, deixasse de ser lenda e se concretizasse nalguma coisa, quanto mais não fosse, riqueza moral que bastante falta vem fazendo à sociedade actual.

sábado, junho 09, 2012

Amanhecer CCCXXIII



Não sei onde estou,
não sei como cheguei,
não sei como voltar,
não sei para onde vou,
não sei já o que sei,
não sei o que pensar,

não sei se fico,
não se se vivo...

quarta-feira, junho 06, 2012

a fonte 619



A Guerra das Laranjas
O prólogo das Invasões Francesas de Portugal durou 18 dias, durante os quais o exército espanhol de Manuel Godoy, acobertado pelas tropas de Napoleão, invadiu o Alto Alentejo e tomou de assalto, com alguma facilidade, a maioria das praças-fortes raianas. Apenas em Elvas ofereceu bastante resistência.

Após um acordo (Badajoz, 6 de Junho) quase todo o território foi de imediato restituido a Portugal, excepto OLIVENÇA que desde então se mantem, inexplicavelmente, sob administração espanhola.

sábado, junho 02, 2012

Amanhecer DLIII

Rio Tejo (Lisboa) Como foi? Bom!? Sim e não: talvez alguns momentos bons para recordar, outros menos maus que acabam por se desvanec...